quarta - 19 de fevereiro de 2020
32º Max
19º Min
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde

Livro “Jalapão: ontem e hoje” será lançado em Formosa nesta sexta-feira

Publicado em: 14/1/2020

Formosa do Rio Preto será palco, nesta sexta-feira (17/01), do lançamento do livro “Jalapão: ontem e hoje” de autoria dos geógrafos Pedro Pinchas Geiger e Willian Guedes M. D. Menezes. O evento será realizado pela Associação Pró-Cultura e Fundação Astrojildo Pereira (FAP) com o apoio da Academia de Letras de Formosa do Rio Preto (Alef), no Auditório da Secretaria Municipal de Educação, na Avenida Bahia, S/N, às 18h30min.

O lançamento contará com a presença do professor Willian Menezes, um dos autores da obra publicada pela FAP, lançada na Livraria da Travessa, no Rio de Janeiro, no dia 1º de novembro de 2019, e que discute não só dinâmicas do Jalapão, mas de grande parte do seu entorno, passando por áreas do Piauí, Maranhão e do Vale do Rio Preto, na Bahia, até sua foz no Rio São Francisco. Uma análise sobre as transformações decorrentes da ocupação e atividade agrícola na região compreendida desde Barra/BA até o Jalapão/TO. A capa do livro foi produzida pela consagrada artista brasileira Anna Bella Geiger, mulher de Pedro Geiger.

Resumo: O livro “Jalapão: ontem e hoje”, de autoria dos geógrafos Pedro Pinchas Geiger e Willian Guedes M. D. Menezes, é dividido em duas partes. A primeira é o relatório da excursão ao Jalapão escrito em ano de 1943 por Pedro Pinchas Geiger. Ele integrava uma equipe do IBGE que tinha como objetivo subsidiar com informações a produção de uma das cartas do projeto do Brasil ao Milionésimo, iniciado na década de 1920. Essa primeira parte do livro traz análises sobre dinâmicas desde os municípios baianos de Formosa do Rio Preto, Santa Rita de Cássia e Barra até o Jalapão, no Tocantins. Já a segunda parte do livro apresenta as pesquisas desenvolvida por Willian Guedes M. D. Menezes no curso de mestrado da UFBA entre os anos de 2012 e 2014. O objetivo principal foi analisar o uso agrícola do território no município de Formosa do Rio Preto, na Bahia, que passou por substanciais transformações, a partir das últimas décadas do século XX. Em ambas partes do livro, o município de Formosa do Rio Preto é analisado. E a obra concluiu com a necessidade de pensar os novos usos agrícolas nesse município.

Almerice Rodrigues – com a colaboração da Fundação Astrojildo e do autor Willian Menezes
Imagens: Divulgação