quinta - 06 de outubro de 2022
36º Max
21º Min

ABRIL AZUL: USF Edgar Gomes promove ação em alusão ao Mês de Conscientização sobre o Autismo

Publicado em: 27/4/2022

Por Mércia Batista / Fotos – Ruth Tavares

Hoje, 27, em alusão ao Abril Azul – Mês de Conscientização sobre o Autismo foi promovido na Unidade de Saúde da Família (USF) – Edgar Gomes Dos Santos uma ação especial para as mães e alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Formosa do Rio Preto. Diversas atividades educativas, rodas de conversa, palestra sobre saúde bucal, vacinação e atendimento médico foram ofertadas.

“Foi uma iniciativa referente ao calendário de saúde que tem um tema específico a cada mês. Pensando nisso, elaboramos uma programação voltada não só para o autismo, mas para todos os diagnósticos especiais”, disse a Coordenadora da Atenção Básica, Isis Dayane Nogueira.

A Diretora da APAE, Davenilde Ferreira agradeceu ao empenho dos profissionais da USF. “É gratificante participar desse evento. Com certeza as mães estão felizes com essa oportunidade. Parabenizamos aos profissionais do posto Edgar Gomes pela iniciativa”, destacou.

“O autismo não se cura, se compreende! Gostei muito do evento. Fiquei extremamente feliz e espero mais momentos como esse voltado para o público especial”, enfatizou Noemi Fernandes Batista, mãe de uma aluna da APAE.

O que é o autismo?

O autismo é um transtorno no desenvolvimento caracterizado pelo atraso no desenvolvimento das habilidades sociais, comunicativas e cognitivas. Os portadores dos transtornos do espectro autista podem se destacar em habilidades visuais, música, arte e matemática.

Existe tratamento?

Até o momento, não há remédios específicos para tratar o autismo, embora esta seja uma prioridade das pesquisas, com diferentes medicamentos em teste. O acompanhamento médico multidisciplinar, composto por pediatra, psiquiatra, neurologista, psicólogo e fonoaudiólogo, entre outros, é o tratamento mais recomendado para ajudar no desenvolvimento da criança autista. A conduta indicada vai depender da intensidade do distúrbio e da idade do paciente e deve ser decidido junto aos pais.