sexta - 23 de abril de 2021
30º Max
17º Min
Pancadas de Chuva

Prefeitura de Formosa do Rio Preto implanta “drive thru” para viabilizar o ano letivo na rede municipal de ensino

Publicado em: 07/4/2021

O modelo garante o acesso às aulas entre alunos das comunidades rurais que não dispõem de internet

A Secretaria Municipal de Educação de Formosa do Rio Preto, no Oeste baiano, montou um plano emergencial para os próximos dois meses, adequando o sistema à realidade local. O modelo, homologado pelo Conselho Municipal, consiste no esquema de “drive thru”, onde os pais ou responsáveis pelos alunos passam em sua respectiva unidade escolar para retirar, em horários alternados e sem aglomeração, as atividades impressas e os livros didáticos. A primeira entrega foi realizada com êxito, no último dia 18 de março, e a Secretaria registrou grande adesão ao modelo.

Na próxima sexta-feira (9) ocorre a devolução das atividades, devidamente respondidas, e entrega de nova remessa de tarefas impressas, apostilas e livros. Já no dia 15 de abril acontece o plantão de correção, quando os estudantes podem tirar dúvidas com os professores. O atendimento ocorre virtualmente, na própria escola ou em home office, e abrange as 42 escolas da rede municipal (9 na zona urbana e 33 na zona rural).

As atividades têm prazo para devolução e correção. O cumprimento desse prazo é que contará como frequência e indicativo para as avaliações de cada unidade. O processo se repete semanalmente, para garantir que os conteúdos previstos de todas as disciplinas sejam aplicados. Aqueles que não tiverem condições de buscar in loco, o município disponibiliza, ainda, o delivery, fazendo a entrega domiciliar de todo material. A iniciativa garante que o conteúdo chegue ao aluno, proporcionando segurança às famílias e aos profissionais da Educação.

“Esse modelo é mais inclusivo, pois infelizmente o sinal de comunicação da nossa região não alcança as comunidades mais distantes, como o nosso município é extenso, isso inviabilizando as vídeo-aulas. Sem internet, foi preciso nos reinventar para se fazer educar e não perder mais um ano letivo. Para que isso ocorra, contamos com a dedicação da nossa equipe. Todos estão diretamente envolvidos na confecção dos kits. Os professores e coordenadores participaram do planejamento e elaboração da proposta pedagógica”, disse a secretária municipal da Educação, Maria do Socorro de Araújo.

De acordo com ela, o plano é emergencial e bimensal. Neste período, ele será avaliado, para mensurar a sua abrangência e eficácia. Os indicativos sinalizarão a necessidade de futuros ajustes da plataforma, até que se possa realizar as aulas presenciais ou híbridas.

Dircom Formosa do Rio Preto