segunda - 15 de agosto de 2022
31º Max
10º Min

Prefeitura de Formosa trabalha para extinguir Lixão

Publicado em: 21/7/2022

Por Tiago Lira
Fotos – Sec.Mun. Infraestrutura

Com o crescimento da população o destino do lixo tornou-se um grande problema ambiental e de saúde pública no país. Em Formosa do Rio Preto, infelizmente, a situação não foi diferente. Na última década a falta de planejamento para destinação correta dos resíduos sólidos ocasionou a formação de um lixão, localizado a cinco quilômetros da sede, próximo à BR 135, que desprovido de estrutura adequada, contamina o solo, águas superficiais, dissemina doenças e polui o ar devido as constantes queimadas.

Nesse sentido, para solucionar o problema a atual gestão remete a maior parte do lixo doméstico produzido na sede para o aterro controlado pela Central de Valorização de Resíduos, localizada em Barreiras, que utiliza modernas tecnologias para destinação ambientalmente correta e além disso, promove frequentemente campanhas de conscientização junto à população.

“Não se trata apenas de destinação de rejeito, porém da valorização dos resíduos, transformando-os em material de reaproveitamento para a indústria e população. Encontramos uma triste realidade em Formosa. Por isso, nosso gestor nos solicitou para atuarmos de maneira célere a fim de sanar esse grave problema do lixão, que persiste há décadas”, destaca o Secretário Municipal de Infraestrutura, Serviços Públicos e Saneamento, Tiago Xavier.

Central de Triagem – Formosa é uma das poucas cidades da região oeste que está implantando uma Central de Triagem para resíduos sólidos urbanos. “A Central de Triagem já está em fase final. Em breve iniciaremos o controle de acesso, onde todos de forma regular deverão solicitar para Prefeitura a autorização para o descarte de resíduos que não podem ser reciclados ou destinados para local adequado. Continuaremos fortalecendo nossas campanhas educativas, pois, precisamos do apoio da população. Também está nos planos da gestão implementar Coleta Seletiva na cidade”, afirma Xavier.

A falta de planejamento na última década ocasionou a formação de um lixão que contamina o solo, águas superficiais, dissemina doenças e polui o ar devido as constantes queimadas

 

Na área é feita uma limpeza constante e foi construída uma estação de transbordo para efetuar o transporte dos resíduos sólidos para o aterro controlado pela Central de Valorização de Resíduos em Barreiras

 

A Central de Valorização de Resíduos, localizada em Barreiras, utiliza modernas tecnologias para destinação ambientalmente correta dos resíduos sólidos